Após a Organização Mundial da Saúde (OMS)  decretar a pandemia do novo Coronavírus, o mundo está passando por um momento crítico e, ao mesmo tempo, de grande mobilização. Apesar de o número de afetados no Brasil ainda ser menor — comparado à China e países europeus — já há casos de transmissão comunitária. Logo, a principal recomendação (dentre as demais), até segunda ordem é: ficar em casa.

Embora ainda tenhamos incertezas, além dos cuidados e privações, a economia não pode parar. Por isso, muitos trabalhadores e empresas estão dando o seu jeito.

Mas será que é possível realmente manter as vendas aquecidas em meio ao novo Coronavírus? Neste artigo, compartilhamos sugestões de soluções amigáveis às recomendações da OMS, que facilitam operações à distância e podem ajudar pequenos e médios empreendedores a driblar esse período tumultuado. 

Esses são os 5 pontos que separamos para você:

4 dicas para você manter os negócios aquecidos apesar da chegada do Coronavírus no Brasil

O momento atual do Brasil não é de pânico, mas sim de prevenção.

O objetivo não é apenas impedir a contaminação com o vírus, mas sim diminuir a velocidade com a qual ele é transmitido. Se muitas pessoas ficarem doentes ao mesmo tempo, o sistema de saúde pode ter problemas para atender a todos adequadamente.

Por isso, algumas cidades e estados brasileiros já estão decretando o fechamento de estabelecimentos que não são considerados essenciais, como shoppings, academias e cinemas.

As aulas nas escolas também estão sendo suspensas por tempo indeterminado. Afinal, apesar das crianças não estarem incluídas no chamado “grupo de risco”, elas também são suscetíveis à contaminação.

Grande parte das empresas também está contribuindo para evitar que o vírus se espalhe. Muitas delas estão liberando suas equipes para trabalhar em suas casas, no formato home office

Agora se você trabalha como autônomo, entregador, motorista de aplicativo de mobilidade, ou mesmo é um microempresário e não pode optar por trabalhar em casa a situação é diferente. Será que é possível evitar que as vendas caiam, prejudicando o seu negócio e, ao mesmo tempo, reduzir riscos de contágio? Se você adaptar sua rotina e apostar em soluções tecnológicas, a resposta é sim!

Abaixo, daremos dicas simples e efetivas para que o novo Coronavírus não prejudique os seus resultados.

 

1 – Aumente a presença nas redes sociais

 

Os brasileiros passam mais de 3 horas por dia nas redes sociais, segundo o relatório Global Digital Report. Logo, é essencial realizar um trabalho de marketing digital intenso para atingir esse público — não apenas no período do novo Coronavírus, mas sempre.

Você pode utilizar o Instagram para divulgar a sua nova coleção de roupas, por exemplo, e publicar Stories com dicas de como usá-las. Se você recebeu um cosmético novo, divulgue-o no Facebook, apresentando seus diferenciais. É possível, ainda, criar uma lista de transmissão no WhatsApp para manter seus clientes sempre atualizados sobre as novidades.

Você pode utilizar os meios de pagamento à distância que o PagSeguro oferece. Entre eles está a possibilidade de gerar um link de pagamento. Através dele, o cliente efetua a transação, fazendo o valor cair direto na sua conta.

 

2 – Facilite a forma de pagamento

 

Caso você tenha um e-commerce ou mesmo um blog, é essencial oferecer formas de pagamento rápidas e seguras para não perder uma venda. O PagSeguro oferece a possibilidade de acrescentar um botão direcionando diretamente para a página de pagamento, onde o cliente pode optar por pagar via:

  • Cartão de crédito;
  • Débito online;
  • Depósito em conta;
  • Saldo da sua conta PagBank;
  • Boleto.

Além disso, a empresa oferece a opção de realizar cobrança por e-mail, SMS ou WhatsApp através do envio de boleto ou do link de pagamento.

Caso você não se insira nos serviços que permitem realizar tudo à distância, como no caso de motoristas de aplicativo, ainda assim é possível realizar vendas, usando outras tecnologias que facilitam esse processo de vendas, como a venda via QR Code na maquininha ou no app PagBank. Nesse modelo, você também recebe o dinheiro na hora e evita o contato direto do cliente com a maquininha. 

Outra possibilidade é o pagamento por aproximação (NFC). Através dele, basta que seu cliente aproxime o cartão da sua Moderninha (Smart, X, Pro, Pro 2, Plus) ou Minizinha Chip 2 para que a venda aconteça sem contato. Você, seu cliente e suas vendas protegidas.

 

3 – Otimize sua vida financeira

 

Como a ideia é evitar contato com outras pessoas e objetos, ir a uma agência resolver pendências está fora de cogitação. Nesse cenário, você pode contar com o PagBank, um banco digital completo e gratuito que permite que você movimente sua vida financeira através do super app — baixe agora clicando aqui. Além disso, facilita no controle de entradas e saídas – essencial para o planejamento de investimentos do seu negócio.

Precisa recarregar o celular sem sair de casa? O PagBank oferece essa opção também. Inclusive, você que é vendedor pode utilizar sua Moderninha para oferecer esse serviço aos seus clientes, recebendo 2% de comissão!

 

4 – Aumente a produtividade

 

Como a dependência da internet irá aumentar, a garantia de uma conexão rápida e estável será essencial para manter os negócios. Por isso, algumas empresas estão aumentando gradativamente a internet do assinantes durante o período de quarentena. Então vale a pena checar se a sua também está disponibilizando esse upgrade.

Outro aspecto importante quando o assunto é produtividade é a possibilidade de realizar ligações e videoconferências de maneira gratuita pela internet. Soluções para reuniões remotas, transmissões ao vivo e até mesmo consultas online estão 100% gratuitas. Isso significa que quem é advogado, psicólogo ou coach, por exemplo, poderá oferecer consultas online, tornando desnecessário cancelar ou modificar a agenda.

 

Proteja-se contra o novo Coronavírus!

 

Manter o sua fonte de renda em dia é importante, mas vale lembrete sobre a importância de tomar os cuidados básicos para fugir do COVID-19 e contribuir com o esforço cidadão para que ele não se espalhe ainda mais pelo país:

  1. Evite ambientes com grande aglomeração de pessoas;
  2. Lave as mãos com água e sabão com frequência;
  3. Use álcool em gel 70%;
  4. Evite encostar as mãos não lavadas na boca, nos olhos e no nariz;
  5. Evite contato com outras pessoas se estiver doente;
  6. Cubra a boca e o nariz ao tossir ou espirrar;
  7. Use máscara apenas se apresentar sintomas.

Continue no nosso blog e confira mais conteúdos indispensáveis para o seu negócio.