Se você tem um veículo, já deve estar habituado com um débito que é cobrado sempre em Janeiro. O IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) é cobrado anualmente e pode ser pago à vista com desconto ou parcelado sem taxas adicionais ou juros.

O que muita gente não sabe, é que o desconto para pagamento à vista é diferente em cada estado, e isso influencia completamente a decisão de pagar o IPVA à vista ou parcelado.

Em primeiro lugar, você deve verificar se o percentual de desconto oferecido pelo governo no ano vigente vale a pena. Em São Paulo, por exemplo, o desconto para quitar o IPVA em uma parcela única costuma ser na faixa dos 3% – tão pouco que leva os proprietários de veículos a questionarem se é vantagem desembolsar o pagamento à vista. Já no Rio de Janeiro, o desconto pode chegar à 10%.

Para você entender como o desconto impacta na decisão de pagamento à vista ou parcelado, veja o exemplo a seguir:

  • Imagine um carro com IPVA total de 2.000 reais.

Se o carro for de São Paulo, o proprietário poderá pagar o imposto à vista (com desconto de 3%) por 1.940 reais. São apenas 60 reais de desconto, nesse caso.

Se o carro for do Rio de Janeiro, o proprietário poderá pagar o imposto à vista (com desconto de 10%) por 1.800 reais. São 200 reais de desconto.

No caso de pagamento parcelado, independentemente de onde for o carro, o valor de cada parcela será 666,67 reais.

Saindo do exemplo e voltando para o mundo real, a gente sabe que nem todo mundo dispõe de uma grana assim, na lata, só para pagar imposto. Ainda mais em Janeiro, que além do IPVA, têm outras contas inadiáveis como IPTU, Imposto de renda, matrícula e material escolar, uniforme, as contas rotineiras da casa (água, luz, internet, alimentação) e as dívidas acumuladas no ano anterior.

Os especialistas no assunto recomendam nunca entrar no cheque especial ou no rotativo do cartão de crédito para pagar algo à vista, pois os juros cobrados são muito elevados. Sendo assim, o parcelamento de algumas contas, como o IPVA, pode ser uma boa manobra para equilibrar suas finanças e evitar que as dívidas se acumulem. No caso do IPVA, não há juros cobrados em cima das parcelas, então, é uma boa saída optar pelo parcelamento do imposto.

E uma coisa é fato: não dá para fugir do IPVA! Independente de pagá-lo à vista ou parcelado, o importante é você se programar da melhor forma para conseguir quitar esse imposto, já que ele possibilita o licenciamento anual do seu veículo. Além disso, pagando o IPVA dentro da data, você se poupa de pagar multas e juros. Em São Paulo, por exemplo, a multa por dia de atraso é de 0,33% (podendo chegar até a 20% do valor do imposto).

Agora que você já sabe as vantagens de pagar o IPVA à vista ou parcelado, é hora de saber quando será o vencimento o seu IPVA. Para consultar o vencimento, pesquise no site oficial do governo do estado em que seu carro está registrado, por exemplo, se seu carro for placa de São Paulo, a pesquisa deve ser feita no Portal da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo (https://portal.fazenda.sp.gov.br/servicos/ipva/Paginas/mi-vencimento.aspx ), se a placa for da Bahia, a consulta é feita no site da Secretaria da Fazendo do Estado da Bahia (https://www.sefaz.ba.gov.br/scripts/ipva/ipva.asp).

Dica: sempre consulte as páginas oficiais do governo onde seu carro é registrado.

Bom, depois de esclarecer todos esses pontos, temos uma notícia boa pra te dar: Se você é cliente PagBank e seu carro for de São Paulo, já pode aproveitar a nova modalidade de pagamento do super app. Agora, é possível fazer o pagamento do IPVA 2020 à vista (com desconto) ou parcelado (sem juros) pelo aplicativo. Dessa forma, você evita fila nos bancos. Se você ainda não é cliente PagBank, baixe o app, e venha desfrutar dos diversos benefícios!